Simples Nacional para Médicos

Simples Nacional para Médicos
Compartilhe nas redes!
CONTEÚDO

Este é o ponto central para decidir se o Simples Nacional para Médicos vale mesmo a pena. O regime tributário Simples Nacional pode ser uma opção, mas vamos entender se esta é uma alternativa viável para estes profissionais.

Lembrando que um CNPJ para Médico, é suficiente para atuar como prestador de serviços, mas não se pode abrir um consultório ou clínica médica, nesta modalidade.

Neste artigo vamos abordar especificamente, sobre a viabilidade de optar pelo regime tributário Simples Nacional para consultório e clínicas médicas.

Também é importante termos presente, que quando falamos de viabilidade do Simples Nacional para Médicos, estamos nos referindo a incidência de impostos, ou seja, é viável o regime tributário que gera menos impostos para o consultório.

O que é o Simples Nacional?

É um regime tributário que surgiu para facilitar a tributação de pequenos negócios.

Este regime unifica todos os impostos federais, estaduais e municipais.

Sua alíquota pode variar de 4% a 33%, dependendo do atividade empresarial e do faturamento.

Porém, decidir se o regime Simples Nacional para médicos é a melhor escolha devemos considerar outros aspectos.

E o principal deles é o fator R.

O que é o fator R?

O fator R é um cálculo que permite descobrir se uma clínica ou consultório médico, enquadra-se no anexo III ou V do Simples Nacional.

Este é o ponto central para decidir se o Simples Nacional para Médicos vale mesmo a pena.

E isso é muito importante porque são incidências tributários com alíquotas bastante diferentes.

O cálculo do fator R leva em consideração as despesas salariais e faturamento bruto. O seu cálculo é simples:

Fator R = despesas salarial / receita bruta

Se o resultado é inferior a 28% a clínica ou consultório médico enquadra no anexo V.

Caso contrário, se for superior a 28%, enquadra-se no anexo III do Simples Nacional.

Simples Nacional para Médicos e os anexos III e V

Se o fator R for superior a 28%, enquadrando-se assim, no anexo II do Simples Nacional, a alíquota de tributos inicia-se em 4%. Ou seja, é considera uma alíquota baixa e pode ser viável para consultório e clínicas médicas.

Por outro lado, se o fator R é inferir a 28% (anexo V), a alíquota inicia-se em 15,5%.

Podemos perceber que a diferença é significativa e afeta enormemente a situação financeira de um consultório ou clínica médica.

Além disso, podemos imaginar que um fator R superior a 28% é mais comum em empresas com estrutura de funcionários mais robustas, que pode não ser o caso de muitas clínicas e consultórios.

Por este motivo, o Simples Nacional para médicos pode não ser indicado para o consultório que enquadra-se no anexo V.

Se o Simples Nacional para Médicos não é viável, então, qual o regime tributário mais adequado?

Esta é uma pergunta que só pode respondida com uma análise detalhada do negócio.

Uma empresa de contabilidade para médicos especializada, como nós da Princípio Contabilidade Digital, contamos com uma equipe de especialistas nessa área para ajudar estes profissional a escolher o melhor regime tributário.

Além disso, por ser uma contabilidade digital, disponibilizamos tecnologias e processos ágeis e eficiente.

Entre em contato conosco!

Saiba Mais!

Confira nossos artigos sobre contabilidade para profissionais da saúde:

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Caso: Lojas Americanas

  Entenda como a incorreta contabilização levou a um rombo bilionário! A Crise Instaurada Nas últimas semanas o assunto que mais repercutiu no âmbito empresarial foi a crise na empresa Americanas, que levantou muitas dúvidas em relação ao seu método

Contabilidade em São Paulo

Contabilidade em São Paulo

Somos um escritório de contabilidade em São Paulo com diferenciais que nos permitem ajudar a promover os negócios de nossos clientes em serviços de contabilidade. Escolher uma empresa de contabilidade, é uma decisão que precisa ser bem avaliada pelos empreenderemos.

Sociedade Unipessoal de Advocacia

Sociedade Unipessoal de Advocacia é o tipo de sociedade jurídica mais procurado por advogados que desejam abrir um escritório de advocacia. Afinal, existem vantagens para advogados optarem por abrir um CNPJ. Por outro lado, lembramos que esses profissionais do direito

Abertura de CNPJ para Startups

Abertura de CNPJ para Startups

? casA abertura de CNPJ para Startups é o primeiro passo para empreendedores inovadores. Apesar do cenário econômica ainda trazer algumas incertezas, volume de investimentos em Startups ainda é muito expressivo em comparação com outros setores. Por exemplo, no ano

Nutricionista pode ser MEI?

Nutricionista pode ser MEI?

Muitas pessoas têm a dúvida se nutricionista pode ser MEI (Micro Empreendedor Individual). Afinal, esta modalidade surgiu em 2009 como uma forma de facilitar a abertura de empresas para diversos negócios. Além disso, mais recentemente, esta tendência de desburocratização legal

CNPJ para Médicos

CNPJ para Médicos

Quando falamos em abrir CNPJ para médicos, podemos considerar duas opções principais para estes profissionais da saúde. Primeiramente, existe a opção de um médico abrir um CNPJ para atuar como prestador de serviços em clínicas e hospitais. Neste a sua

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Somos uma empresa de contabilidade digital! Além disso, somos uma contabilidade especializada em diversos segmentos.

Confira nossos artigos com o tema contabilidade para advogados:

Confira também nossos artigos sobre startups:

Leia ainda nossos artigos sobre contabilidade para profissionais da saúde:

Recomendado só para você
Quando falamos em abrir CNPJ para médicos, podemos considerar duas…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top